Alimentário - arte e construção do patrimônio alimentar brasileiro - MAM RJ

Alimentário ficou em exposição no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM RJ para levar ao público uma visão inovadora sobre o patrimônio alimentar brasileiro.

Concebida por Felipe Ribenboim e Rodrigo Villela, com curadoria de Jacopo Crivelli Visconti, o projeto foi pioneiro no país exaltando a importância do alimento na cultura brasileira, reunindo chefes e artistas plásticos em um mesmo projeto expográfico. Imagens do trabalho dos chefes se misturaram às de artistas visuais como Ernesto Neto, Hélio Oiticica, Victor Brecheret, Beatriz Milhazes, Lasar Segall, entre outros.

"As artes visuais muitas vezes se utilizam do alimento como forma de expressão, e entendo que o reverso também seja válido. É justamente nesse ponto que colocamos, lado a lado, artistas e chefes: quando a criação de um prato traduz, transmite ou interpreta um conceito/tradição”, afirmou Felipe Ribenboim.

Alimentário reuniu textos, documentos históricos, objetos etnográficos, pesquisas da culinária contemporânea, fotografias e vídeos documentais em um esforço de construir uma narrativa e uma história a partir de múltiplas referências, olhares e abordagens. Para isso cerca de 150 peças integraram a mostra, provenientes de diversas coleções particulares e públicas, como Pinacoteca do Estado, Coleção Brasiliana Itaú, Biblioteca Mindlin, Museu Lasar Segall, Museu do Índio, Museu Afro e Museu Nacional de Belas Artes, entre outras, além de instalações especiais. A proposta foi envolver os visitantes em uma ambientação que despertasse a memória afetiva e visual de cada um.

A estratégia da curadoria foi exibir um retrato sugestivo de como o universo dos alimentos e da culinária contribuiu para a constituição visual e do imaginário brasileiro de hoje. "Mais do que apresentar documentos e obras que contassem a mesma história, o que seria impossível, buscou-se, por meio das obras, expor um retrato do universo alimentar brasileiro que fosse fiel no sentido de reproduzir não seus traços externos, mas a pluralidade, a diversidade e até o seu estado de permanente transformação", afirmou o curador Jacopo Crivelli Visconti.

O projeto ambicioso teve realização do Ministério da Cultura, do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, e da Cia das Licenças com parceria da Base7 Projetos Culturais. O patrocínio foi concedido pelo Itaú Unibanco e pela Porto Seguro, com apoio do Itaú Cultural e da Electrolux.

SERVIÇO Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM RJ Exposição Alimentário - Arte e Construção do Patrimônio Alimentar Brasileiro Visitação: de 13 de junho a 10 de agosto de 2014.

Terças a sextas, das 12h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. Ingressos: R$ 14,00 (inteira); R$ 7,00 (maiores de 60 anos e estudantes). Av. Infante Dom Henrique, 85 Parque do Flamengo - Rio de Janeiro - RJ